Fotos – Principais acidentes com navios VLCC

qua, ago 25, 2010, 16.383 views

Destaques, Fotos  

Bookmark and Share

por Erik Azevedo

Os Navios de porte gigantesco, vieram a surgir em meados dos anos 60, porém a indústria marítima, ainda não dominava profundamente, as operações com estes tipos de navios.

Os primeiros acidentes ainda aconteciam nos estaleiros, durante o processo de montagem de módulos, relata se que a construção dos 4 primeiros ULCC, os irmãos Universe (Ireland, Portugal, Kuwait, Japan), cada um com 332 mil toneladas lançados entre 1968 e 1969, marcou época com um grande incêndio no estaleiro, vitimando mais de 20 operários.

O primeiro ULCC da história o Universe Ireland 1968 - 331 mil toneladas

Marpessa - Explode e parte ao meio em sua viagem de retorno em lastro
Marpessa – Explode e parte ao meio durante viagem de retorno enquanto operação de lavagem de tanques-COW

Outro fato foram as explosões que ocorriam “misteriosamente”, durante as operações de lavagens de tanques, 3 grandes VLCC  novos, em suas primeiras viagens, explodiram enquanto navegavam em lastro lavando tanques. Logo após descobriram que deveriam inertizar os tanques durante esta operação ( ainda farei um artigo detalhado à respeito disso).

No começo da era dos Supertankers VLCC (1966), uma serie de grandes acidentes ocorreram, devido ao rápido aumento de tonelagem dos navios, porem nao havia ainda tecnologia segura desenvolvida, nem conhecimento sobre o misterioso efeito da energia estática nos tanques dos navios durante operação de lavagem de tanques, através do sistema fixo de lavagem (oil gun).

Então preparei aqui, uma coletânea com alguns dos maiores estragos ambientais e patrimoniais já causados por grandes acidentes envolvendo estes mega carriers, todos VLCC´s – Very Large Crude Carriers, estes se encontram por ordem de acordo com a quantidade derramada.

- Atlantic Empress, Tobago, Caribe (julho/1979)

Atlantic Empress

Volume: 287 mil toneladas (equivalente a 159 piscinas olímpicas).
Durante uma tempestade tropical, dois superpetroleiros gigantescos  e totalmente carregados colidiram, o Aegean Captain e o Atlantic Empress, ambos batendo o pavilhão grego, próximos à ilha caribenha de Tobago. O acidente vitimo  29 membros da tripulação e despejou milhões de litros de petróleo bruto no mar. O Atlantic Empress afunda no dia 3 de agosto, após 2 semanas de incêndio e explosões, e ainda com parte de sua carga de Óleo cru, e continuou a derramar óleo ainda por muito tempo.

Enquanto que o Aegean Captain, teve por sua vez seu incêndio debelado graças aos esforços heroicos de sua tripulação que salvaram o navio, e a carga.

Que se tenha conhecimento, este é o maior desastre causado por navios tanques na história, a carga combinada dos dois navios passava das 500.000 toneladas.

O Aegean Captain, logo na proa o Atlantic Empress arde em chamas

Atlantic Empress

- ABT Summer, Angola (maio/1991)

ABT Summer


Volume: 260 mil toneladas (144 piscinas olímpicas).
O superpetroleiro de bandeira da Libéria ABT Summer, em rota entre o Irã x Roterdã, explode na costa angolana no dia 28 de maio de 1991,  no acidente  morrem cinco membros da tripulação. Milhões de litros de petróleo vazaram para o Oceano Atlântico, afetando a vida marinha. O navio afunda alguns dias depois.



- Castillo de Bellver, Africa do Sul (agosto/1983)

Castillo

Volume: 252 mil toneladas (139 piscinas olímpicas)
Depois de um incêndio a bordo, seguido de explosão, o navio espanhol partiu-se ao meio, liberando cerca de 200 milhões de litros do óleo na costa de Cape Town, na África do Sul. Por sorte, o vento forte evitou que a mancha alcançasse o litoral, minimizando os efeitos ambientais do desastre.

De  fato a proa do navio foi rebocada para águas profundas do oceano e afundada com explosivos.

- Amoco Cadiz, França (março/1978)

Amoco Cadiz - triste cena que marcou para sempre à história

Volume: 223 mil toneladas (123 piscinas olímpicas)
Um dos piores acidentes petrolíferos do mundo aconteceu em 1978, quando o supertanque Amoco Cadiz rompeu-se ao meio perto da costa noroeste da França. O vazamento matou milhares de moluscos e ouriços do mar. Esta foi a primeira vez que imagens de aves marinhas cobertas de petróleo foram vistas pelo mundo.

Um dos maiores desastres com navios tanques ja ocorrido na historia, quando em 1978, o VLCC,  T/T Amoco Cadiz encalha na costa da Bretanha Francesa, a 3 milhas da praia, se parte ao meio apoz encalhar nos recifes, lançando ao mar toda sua carga de 1.604.500 barris (quase 220 mil toneladas) de óleo cru.

- M T Haven, Itália (abril/1991)

Volume: 144 mil toneladas (79 piscinas olímpicas)
Outro superpetroleiro, o navio gêmeo do Amoco Cadiz explodiu e naufragou próximo da costa de Gênova, matando seis tripulantes. A poluição na costa mediterrânea da Itália e da França se estendeu pelos 12 anos seguintes.

Durante manobra de transferência de carga entre tanques internos, ocorre grande explosão.
Costa italiana próximo a Gênova, na época ele se chamava Haven em 1991.

Em depoimento o Imediato Sr Donatos disse: Escutei barulho alto, como de ferros se retorcendo, e batendo uns nos outros. Talvez a carcaça da bomba de carga tenha se partido. Então uma terrível explosão aconteceu, 5 tripulantes morrem imediatamente, o fogo começa e o oleo jorra para fora dos tanques. As chamas engolfam o navio, elas atingem 100 metros de altura apos uma sucessiva serie de explosões ocorrem, entre 30 a 40 mil toneladas de óleo cru jorram no mar.

M T Haven , derretendo em chamas

A fome do mundo por petróleo, trouxe o surgimento da “era supertanques”, navios cada vez maiores superando as marcas, estes são os principais acidentes envolvendo estes navios, percebe se que a maioria se não todos ocorreram com navios construídos entre o final dos anos 60 e 70, então chega se a conclusão que ainda faltava melhor preparo e conhecimentos no que concerne a construção e operação destes tipos de navios gigantes, com cargas perigosas.

Referencias: Supertankers, Global Distress.

A equipe do BlogMercante agradece.

Num outro artigo irei abranger acidentes que trouxeram mudanças nas legislações internacionais, como a criação da MARPOL, e adendos, que forçaram mudanças drásticas.


, , , ,

12 Respostas para “Fotos – Principais acidentes com navios VLCC”

  1. Misael Berdeide:

    Grande Erik!

    Parabéns por essa excelente matéria. Falar de VLCC será sempre interessante.

    Abraço

    Responder

  2. diomacio:

    Fala Erik!

    Toda vez que entro no Blogmercante, so pelo titulo do post ja imagino quem seja o Autor…Vc e realmente uma biblioteca maritima ambulante..Beleza de Artigo…Em relaçao ao AMOCO CADIZ,vale ressaltar que dessa vez ate a Royal Air Force usou alguns aviões de guerra para bombardear esse navio de forma a minimizar os efeitos deste derrame atraves da queima do oleo que ficou a bordo e na superficie do mar.

    Um abraço..

    Responder

  3. Floriano dos Santos:

    Parabens Erik,

    Excelente trabalho. Grato pelo esclarecimento. Estou detendo mais algun conhecimento em função do seu esfôrço.
    Devo lembrar que um dos maiores diques do mundo está localizado no Cajú, aqui no Rio de Janeiro, e que se encontra desativado para construção há mais de 20 anos.
    Tive o privilegio de trabalhar neste estaleiro, em 1974, no dia seguinte a inauguração deste dique.Dez mil funcionários trabalhavam dia e noite contruindo um VLCC em 8 meses.
    Imagine quantos empregos seriam gerados se voltassemos a produzir navios em escala mundial como no passado.Com certeza o aumento da oferta de trabalho diminuiria a violencia.

    Saudações

    OSM Floriano

    Responder

  4. Luciano Lemos:

    De fato o Erik está de parabéns. Pesquisa, criação de texto, imagens, revisão e publicação, tudo isso toma tempo e ele o faz com grande dedicação.
    Seus trabalhos demonstram o comprometimento com este blog e a causa do vapo.
    Parabéns novamente!

    Responder

  5. Thiago Kempin:

    De tirar o folêgo Migão!
    Gigantes fazendo estragos gigantes.

    Parabéns! Ótimo post, como sempre!

    “VIDA LONGA AO BLOGMERCANTE”

    Responder

  6. Alberto:

    Mais uma vez!! Excelente matéria!! Continuem assim!!

    Responder

  7. Marc Master:

    Superbo!

    Obrigado.

    Responder

  8. MARUM/2nd OFFICER:

    Erik…voce é o cara ! Parabéns, por mais essa matéria !

    Responder

  9. sts:

    Great info buddy, thanks for useful post. I am waiting for more

    Responder

  10. Nanda Catao:

    E muito triste ver esses gigantes no fundo do mar!
    Em relacao ao seu post, perfeito meu amigo, como sempre ARRAZOU!
    PARABENS!

    Responder


Trackbacks/Pingbacks

Deixe uma resposta

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes