Fotos – Casamento a bordo

sáb, fev 26, 2011, 2.688 views

Destaques, Fotos, Lá Fora  

Bookmark and Share

por Erik Azevedo

O convite estava no Facebook*

Evan & MaryAnn’s Wedding


O casal Evan e Mary Ann, finalmente se casam, porem o lugar escolhido nada mais é que o próprio lar e local de trabalho, que se encontra no meio do Atlântico Norte, sim no meio do oceano, a bordo de um navio o “Jean Charcot”.

Convidados do casal

O casal faz parte da equipe cientifica que trabalha na expedição Titanic, da “RMS Titanic Inc”, uma empresa que detêm os direitos de exploração dos “restos” do naufrágio.

A equipe é composta por Oceanógrafos, Historiadores, Arqueólogos, e outros cientistas mais, que estudam o “artefato” histórico, e tentam preservar o mais intacto possível o naufrágio que já é um patrimônio da Inglaterra.

O bouquet de bordo, tudo tem que ser improvisado

A noiva sempre linda.

Por isso o navio líder da expedição que é o “Jean Charcot”, apesar de antigo, é muito moderno, e arvora bandeira britânica, e sua tripulação é britânica  e americana.

No "altar" na proa do navio, o Capitão e o noivo.

La vem a noiva!!

A cerimonia, o Capitão britânico, com seu mais tradicional uniforme Mercante!

No passado era comum casamentos ocorrerem a bordo de navios, isso na época em que as viagens para Europa e Estados Unidos, eram feitas nos “Transatlânticos”, sendo eles mistos carga x passageiro, ou apenas de passageiros. Com a popularização dos voos e a pressa das pessoas, estas viagens não são mais viáveis, logo esta tradição desaparece.

O "papel", a certidão de casamento, local? Mar aberto, profundo, meio do azul.

E até que a morte os separe!

O turco serve de decoração

Mas foi uma ideia até criativa do casal que passa mais tempo no mar, do que em terra.

* Facebook é um site de relacionamentos, e da qual a RMS Titanic Inc, tem uma pagina oficial por lá para divulgação da expedição atual.

O lar salgado lar dos pombinhos.

O navio de pesquisas “Jean Charcot”, operava para o serviço de vigilância e controle de pesca do Atlântico, da qual coletava informações sobre pesca e fiscalizava embarcações pesqueiras nas costas Britânicas e Canadense.

O navio passou por extensa obra e teve modernização de muitos equipamentos e sistemas no Canadá, como instalação de dynamic position system, adaptado num navio dos anos 60 que possui sistemas de thrusters daqueles tempos.

L.o.a. 74,2 m
L.pp 64 m
Beam 14,1 m
Draft 5,9 m
Displacement approx. 3.730 t
Power 3×920 kw
Thrusters aft. 1×220, 2×845 kw
Thrusters forw. 1×220 kw
Speed 11,2 knots at 11 t/day
Dp DP (AM)
Accommodation 50 persons
A-frame-grua de popa
15 tons
IMO number : 6505777
Name of ship : JEAN CHARCOT
Call Sign : MDJS6
MMSI : 235812000
Gross tonnage : 2141
DWT : 591
Type of ship : Research Vessel
Year of build : 1965
Flag : United Kingdom
, , ,

50 Respostas para “Fotos – Casamento a bordo”

  1. Adriana Oliveira ( TAA):

    legal!
    Amei a história,
    até me imaginei casando tb assim, rs

    Responder

    • Breno Bidart:

      Publique uma foto e não vai faltar candidatos, de preferência vapozeiros.O difícil vai ser arranjar um Comandante que faça o mais importante.O serviço do Juiz. Queria ver algo publicado.
      Breno Bidart

      Responder

    • antonio jose rocha lima:

      voce amou,por que voce nao conhece a palavra de Deus,pois a mesma diz q devomos se casar e na igreja no altar, e nao no meio do mar.

      Responder

  2. Misael Berdeide:

    Achei o post divertido. Agora… não tinha navio melhor? Cabeça de Porco Legal o barco.

    Valeu Erik!!

    Responder

  3. Misael Berdeide:

    Tem razão Carlos.

    A diferença é que as fotos de casamento publicadas na Revista UNIFICAR vem do dinheiro dos Oficiais e Eletricistas. São os Associados que bancam a tiragem da revista. Já os custos do Blog sou eu mesmo que pago.

    Responder

  4. Olegário Targueta:

    Na foto que aparece o Capitão com o uniforme… tem um cabeço ali que tá pegando hein!!! Kd o marujo com a paliteira??? Nem pra dar um “J” antes da foto!!!! kkkkkk

    Abraço!!!

    Responder

    • Erik Azevedo:

      rsrsrsrs
      Bem observado meu nobre amigo, ta feio aquele cabeço.

      O Comandante que me enviou as fotos, me disse que achou muito interessante a ideia, segundo ele este é o espírito das pessoas do mar, “ousar”, usar a “criatividade”, “improvisar”, o “espírito prático das coisas”, então lá no fundo o cabeço enferrujado até combina com a realidade de um navio de verdade, que fica meses em mar aberto sem tocar qualquer porto, que não podem bater a ferrugem do cabeço e nem das amarras, pois sempre tem gente dormindo no horário, pois esta é a realidade de muitos navios que trabalhamos no offshore, como sondas e FPSO’s.

      Eu particularmente gostei também das fotos, eles foram criativos mesmo, diferente de alguns que só sabem criticar e apontar falhas nos colegas, mas nada faz pra somar.

      Abração meu amigo.

      Responder

  5. Marc Master:

    Não estou vendo espada, e nem bajulação sem sentido.

    E o casamento foi feito a bordo.

    Dr Carlos, ao invés de criticar por que então não envia alguma matéria como muitos anônimos fazem?

    Responder

  6. OM JEAN:

    Muito legal a matéria,gostei muito !!! Saudações a todos do blog

    Responder

  7. Antonio Vieira:

    O CZA q criticou post com certeza deve ser da corja do tal Severo. Ao invés de valorizar o ambiente tao nobre “o Mar” no qual somos privilegiados d passarmos meses sobre ele, o cidadao simplesmente fala mer…. Puxa essa descarga aew oh Cza CARLOS HENRIQUE

    Responder

  8. Breno Bidart:

    Eu vi no Facebook. Fiquei frustrado pois não tinha detalhes.
    Essas coisas poderiam continuar acontecendo.
    Gostaria de ver isso em um de nossos navios mercantes,
    Não sei se o comandante ainda tem essa autoridade.
    Se tiver vamos ver.
    Gostei do post. Nossa profissão ainda tem muito romantismo.
    Breno Bidart

    Responder

    • Erik Azevedo:

      Acredito que ainda tem estas prerrogativas, lavrar casamentos e funerais no mar.

      Mas infelizmente nossa Mercante, não tem mais navios de passageiros nem cruzeiros, apesar deste navio ser de pesquisas, ele é Britânico, lá é comum uma grande parte dos oficiais ter embarcado em navios de cruzeiro.

      Abraço, e bota romantismo nisso rsrsrsrs e sem recalque.

      Responder

      • Breno Bidart:

        Erk
        Como eu sempre digo, meu amigo, tradição e cultura não é para qualquer povo.
        Temos que condenar quando eles vem nas nossas água “cagar na cabeça” dos nossos. Mas temos que tirar o chapéu para a tradição e cultura deles.
        Abraço
        Breno

        Responder

        • Erik Azevedo:

          Verdade Chefe Breno.

          Deve se mostrar a realidade como ela é, tem gringo escroto, e arrogante; tem sim, muitos e trabalhando aqui recebendo de empresa daqui do Brasil.
          Mas tem gringo safo, bom de trabalho profissional, e coerente? Tem também muitos.

          Do mesmo modo tem muito brasileiro também anti ético e remo por ai, e fraco profissionalmente, assim como há ótimos profissionais, pois neste mundo tudo é relativo.

          Responder

  9. Adriana Oliveira ( TAA):

    Imagine se um dia eu for trab com um cara desse, ainda por cima sendo meu chefe…
    Ave Maria, Cruz Credo…
    Com certeza q não irei , não joguei pedra na cruz.

    Responder

  10. Bruno:

    Parabéns Erik. Mais um bela matéria. Que mulher bonita hein..

    Responder

  11. Suzana:

    Achei maravilhoso!!!!

    Quero casar assim também.

    Responder

  12. Talita:

    Adorei a matéria, Erik! O blog não precisa ter apenas matérias sérias e polêmicas. O espaço para matérias divertidas e curiosas tem que ser valorizado também, afinal tudo que acontece na nossa Marinha Mercante nos interessa!
    Abraços!

    Responder

  13. jonas:

    Acho que essa foi a matéria qua a mulherada mais se manifestou, qual vai ser a primeira brasileira mercante a casar a bordo?
    Pelo que percebi, faltam pretendentes para realizar o desejo delas, como sou casado, cade os homens do mar solteiros???!!!rsrsr

    Abraço

    Responder

  14. Kessy Cridland:

    Great idea!! Especially the bouquet, hehe
    And looks romantic as well! And make sense because they spend most the time
    in the sea, do they? rs
    Have a good fun weekend!! :)

    Responder

  15. Andressa Ribeiro:

    Uauauaua! Que idéia genial! Gostei da matéria….

    Responder

  16. eroilton:

    otima materia o blog como sempre fazendo um execente trabalho
    parabens á todos que contribui com o nosso canal de informaçao.

    Responder

  17. Cristiano:

    Belo post! Show de bola!

    Eu já vi casamento a bordo,mas foi do Moço de Convés com o Cozinheiro…KKKK.

    Vou morrer mas não vou ver tudo!

    Parabéns ao Blog.

    Responder

  18. Elaine Lino:

    kkkkkkkkkkk, assim dá até p/pensar em casar um dia…

    Responder

  19. georgia:

    que maravilha de matéria..embora a sensibilidade de alguns..tenho certeza que diante de corações apaixonados.O Coração do casal se renderia em alto mar…parabéns erik..explendido, adorei a reportagem..é algo a se pensar kkkkk..parabéns aos noivos e o mais interessante foi as flores criativas amei..good bless to you.

    Responder

  20. Breno Bidart:

    EU SÓ QUERO SABER SE ESSA MODA VAI PEGAR – RSRS
    SE PEGAR VAI SER MUITO LEGAL.
    TEMOS FERRAMENTAS E DIREITOS E NÃO USAMOS.
    A MULHERADA VAI VIR SER VAPOZEIRA SÓ PARA CASAR A BORDO. HEHEHE
    O OUTRO VAPOZEIRO, MACHO,NÃO VAI TER PARA ONDE CORRER.
    SE CORRER O TUBARÃO PEGA E SE FICAR O BIXO COME KKKKKK
    Breno Bidart – OSM

    Responder

  21. Ricardo:

    Há um ou dois anos vi uma reportagem interessante: o Capitão do transatlântico “Queen Mary 2″, Comodoro Warwick, que recebeu o navio das mãos da rainha Elizabeth, celebrou no porto de Nova York o casamento de sua própria filha.

    Responder

  22. Dayse:

    Parabéns Erik!

    Foi a matéria mais romântica que vc já publicou, tomara que moda pegue por aqui!

    Responder

  23. MCB. VARGAS:

    Esse cozinheiro deve ser um faca cega, pois gostei muito do post tomara que essa moda pegue tô no vento vapozeiras.

    SDS. MCB. VARGAS

    Responder

  24. Críscia:

    Lindo, romântico, diferente e simples! Quem sabe eu ainda não me caso no meio de uma expedição cientifica? ehuaheuaheuaue

    Responder

  25. Claudiane Dias:

    Parabéns pela matéria Erik, realmente um lindo casamento,criativo e bem apropriado para a realidade do casal. Mas diferente da nossa amiga Suzana, eu não quero me casar no mar, prefiro terra firme mesmo. Combinado ?

    Responder

  26. NAIARA:

    Muito interresante essa matéria Erik pois mostra que amor não têm fronteira.
    Continue assim fazendo matérias muito criativas e não ligue nessas pessoas que falam demais sem saber.

    Abraço!

    Responder

  27. alan:

    esse carlos tomou ponta……………

    Responder

  28. antonio jose rocha lima:

    casamento tem que ser no altar

    Responder

  29. CLC - CMT - Rubao - Jean Charcot:

    Isto e um orgulho para nos marítimos , já conheço as fotos pois tenho tudo sobre a expedição a bordo . QUe talvez no futuro venha ocorrer mais eventos como este de vida e cultura.

    Responder

  30. Jefté Ribeiro:

    Estou trabalhando nesse Navio (Jean Charcot). Ele está aqui no Rio de Janeiro (Niterói). Está fazendo reparos… ^^

    Responder

  31. felipe:

    Casamento tem que ser no local onde os noivos sintam-se bem e acolhidos, e nada mais romântico e divino do que no oceano, admirando essa natureza belíssima

    Responder


Deixe uma resposta

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes