Fotos – Navios Quebra Gelo Nucleares

seg, dez 12, 2011, 12.484 views

Destaques, Fotos, Lá Fora, Máquinas, Navegação, Tecnologia  

Bookmark and Share

por Erik Azevedo


Brezhnev ex Arktika now Arktika foto Thales


Quando se fala em navio quebra-gelo, logo vem a mente, a proa bulbosa, ou um casco reforçado, e um tipo de navio que faz apenas abrir caminho para outros navios não totalmente apropriados à navegação em mares congelados, porem neste artigo veremos que não é bem assim, existem outras finalidades além desta citada e além do mais, o tipo de casco de um puro quebra-gelo, não possui  uma proa bulbosa, e sim um tipo peculiar de proa, chamada em ingles de “spoon-shaped bow”, o que seria proa em forma de colher.

Há muito que já pretendia fazer uma matéria assim, pois apesar de nossa navegação ser predominantemente em águas tropicais, este tipo de navio é muito curioso, e tenho certeza que os leitores também apreciam detalhes à respeito.

Vamos começar por tipos de navios quebra-gelo, pois existem diversos tipos, pois cada um com sua própria especialidade de operação, bem esta série de matérias apenas selecionou navios mercantes, embora existam navios militares com esta finalidade também.

Serão divididos em artigos distintos dada a enorme quantidade de informações, e fotos, pois são mais de 60 fotos de diversos navios, vamos iniciar com os navios mais enigmáticos, os quebra gelo com propulsão nuclear.


Quebra-gelos movidos à propulsão nuclear

Yamal

Os quebra-gelos movidos a energia nuclear serviram como um símbolo do poder tecnológico soviético ao longo de várias décadas. Hoje esta frota é utilizada para ajudar a navegação de navios nos mares do norte da Sibéria – e como navios de cruzeiro para a elite do turismo, e afretados para companhias de petróleo para rebocar ou abrir caminho para expedições e projetos da indústria do petróleo no Ártico e Sibéria, o sem dúvidas que ajuda a pagar as contas operacionais destes caros navios.

Todos os 10 navios quebra-gelo russos de propulsão nuclear, são mercantes e foram construídos na própria Rússia. Nove destes são puramente quebra-gelo, com acomodações para passageiros porem um é um navio conteineiro, com proa quebra-gelo.


Yamal breaking ice

Um vídeo bem curto com direito a cumprimentos por apitos entre o “50 Лет Победы” – NS 50 Years of Victory e um quebra gelo Sueco o  “Oden”.

Yamal

Yamal

Rossija foto Thales

Yamal

Soviet Union

Porta contêineres e lash quebra gelo nuclear

http://3.bp.blogspot.com/_I9-w2V8s04E/SrJ3Ju0gRTI/AAAAAAAAAeU/hHvDCEZH5g4/s400/NS+Sevmorput.png

Este é o Севморпуть ( Sevmorput)

NS Sevmorput, o único navio porta container Lash-Carrier quebra-gelo nuclear no mundo

Ele é conhecido como o único “cargueiro”, movido à propulsão nuclear já construído por russos ( os alemães possuíram o  NS Otto Han, e os Americanos o NS Savannah, e os Japoneses o NS  Mutsu, porem todos já desativados, e sem resultados comercialmente satisfatórios, e não quebra-gelo), fiz questão de enfatizar isto, pois os outros navios nucleares, apesar de mercantes, não são puramente para transporte de cargas.

O NS Sevmorput, é de propriedade da Murmansk Shipping Company, foi entregue no ano de 1988, pelos estaleiros Zaliv na Ucrânia, e foi bastante empregado nas linhas dos mares Báltico e na passagem Nordeste no Oceano Glacial Ártico.

Alem de contêineres no weather deck ele pode transportar barcaças tipo Lash.

  • Comprimento:260.3 mt
  • Boca : 32.2 mt
  • Calado: 11.8 mt
  • Caregamento :  74 barcaças, com peso médio de 450 tons cada, ou mais de 1336 containers, com peso médio de 20.3 tons cada de  20 ft, containers padrão ISO.
  • DWT : 33.980 metric tons
  • Velocidade : 20.8 knots
  • Propulsion : 29,420 kW (39.437  horsepower)
  • Planta de geração : Um reator KLT-40
  • Auxiliary units :
    • 3 turbogeradores, de 2000 kW cada
    • 2  aux-diesel geradores, 600 kW cada
    • 2 diesel geradores de emergencia, 200 kW cada
    • E uma caldeira de partida de emergência de 50 t/h à 25 kg/cm2 de pressão com 360°C de temperatura de vapor, movida à óleo pesado.
  • O Sevmorput é capaz de romper camadas de gelo com  1.2 metros de espessura.

Os gêmeos Nucleares, Taimyr e o Vaigach foto Thales

Navios quebra gelo fluviais

Dois navios, o NS Vaigach e o NS Taimyr, foram construídos em Helsinki New Shipyard na Finlândia, e entregues a Rússia para instalação dos reatores Nucleares e sistemas de propulsão. Ambos são navios com pouco calado, pois usualmente operam nos Rio Yenisei, para o porto de Dikson, aonde abrem passagem para navios mercantes carregados com toras, provenientes de Igarka, e para navios carregados com minério de ferro e aço, vindos do porto de Dudinka.

Além de servirem como navios de combate à incêndio nestes portos, sendo portanto os maiores no mundo utilizados para esta finalidade.

Russos

O Таймыр -Taymir em Vídeo, vejam o navio em ação.

NS Taimyr

Taymir

NS Taimyr, rebocando uma plataforma tipo jackup

Uma pequena tabela com a relação de navios Nucleares já existentes e os ainda operacionais


NS 50 Let Pobyedi ( 50 anos de Vitória)

50 Years of Victory

Este navio da um capitulo à parte, pois atualmente é o mais novo e maior navio quebra gelos do mundo, tanto em porte quanto em potencia. O 50 Anos de Vitória, é o ultimo navio da classe Arktika.

A tripulação operacional de um navio destes é normalmente composta por 138 membros, movido por 2 reatores nucleares modelo OK-900A, desenvolvendo 171 megawatt cada, e ainda com 2 helicópteros   Ka-32 a bordo. Este navio entra finalmente em serviço em 2 Abril de  2007.

NS 50 Lyet Pobyedi – 50 Anos de Vitória
  • Comprimento: 159 m
  • Boca: 30 m
  • Calado: 11.08 m.
  • Height (keel to masthead): approximately 55 m
  • Deslocamento:  25.000 tons
  • Velocidade Max:  22 knots
  • Velocidade de Cruzeiro: entre 18 à 20 knots
  • Tripulação: 138 à 200 tripulantes
  • Passageiros: mais de 100
  • Reatores: 2 OK-900A, 171 megawatt cada.
  • Propulsão: 3 hélices,  totalizando um total de 75,000 hp
  • Capacidade de  rompimento de gelo :  entre 2 à 2.8 metros de calota de gelo.
  • Autonomia: 7.5 meses no mar, 4 anos entre reabastecimentos.

icebreaker

A classe Arktika -  Todos os quebra gelo desta classe, possuem casco duplo e fundo duplo, o casco externo possui 48 mm de espessura de chapa na proa, e  25 mm em outras partes do casco que não exigem tanto esforço.  Ele pode lastrar os compartimentos entre os cascos ( casco duplo ), para facilitar a operação de quebrar o gelo, quando assim for necessário.  Estes navios também possuem um sistema de pressurização pneumático, que  impulsionam jatos d’ água com 24 m³/s,  à 9 m abaixo da linha d’água, com o fim de facilitar o rompimento de camadas de gelo. Notadamente o 50 Anos de Vitória, tem o casco pintado com uma tinta à base de polímero, que tem por fim reduzir a fricção na água. Os navios da classe Arktika, podem quebrar gelo tanto navegando para vante, quanto para à ré, e seu sistema de troca de calor dos reatores é o direto, ou seja o navio só pode navegar em águas geladas, sendo restrito para operar em águas tropicais, por isso ele nunca ha de operar na Antártica. Estes navios oferecem todo o conforto necessário para passar meses a fio nas águas congeladas, e por isso são considerados alem de tudo atrações turísticas impar. Em especial o 50 Anos de Vitória, oferece aos tripulantes e passageiros, instalações para práticas atléticas, como uma enorme academia, e quadra de esportes, piscina aquecida, biblioteca multi lingue, um grande restaurante internacional,  massagens e ainda um music salon para festas.

Aproveitem e vejam uma matéria em vídeo sobre o 50 Anos de Vitória.

Matéria dedicada à todos os que gostam de navios, em especial ao nosso assíduo leitor, Guilherme Nicolladelli, que fez o pedido para que fosse confeccionada tal matéria.

, , , , ,

30 Respostas para “Fotos – Navios Quebra Gelo Nucleares”

  1. Guilherme:

    Isso sim que é uma materia !!! =)

    Responder

  2. Guilherme:

    Parabéns parcero !!!

    Responder

  3. MARUM/2nd OFFICER:

    Parabéns pela matéria ! Deixa a gente emocionado. Que sempre sejam bem-vindas !!!

    Responder

  4. Misael Berdeide:

    Que fria!!!!

    Excelente matéria. Parabéns Erik.

    Responder

  5. Davi:

    Caramba, muito legal essa matéria, parabéns!

    Responder

  6. bruno moraes:

    uma das melhores materias ndo blog ate hj
    abraço amigo!

    Responder

  7. Paulo Costa:

    Caro Erik,

    Esta sua matéria foi fabulosa!
    Todos que tiveram a oportunidade de ver as fotos, ler o texto e assistir aos vídeos postados certamente têm agora uma boa noção destes interessantes e diferentes navios.
    Não podia ser diferente para um maquinista, gostei muito do diagrama daquela planta de energia com base no reator nuclear. Um diagrama simples, porém completo, mostrando inclusive uma alternativa de motor elétrico para propulsor capaz de operar também com baterias, tal como em submarinos. Os diesel-geradores aparecem pequenos, mas estão lá também como alternativa caso a planta principal (reator nuclear que gera vapor para força e propulsão) não esteja operando. O pressurizador do diagrama possibilita o jateamento de água do mar quente por linhas posicionadas em determinados pontos do casco para auxiliar na quebra do gelo.

    Show de matéria mesmo! Espero que todos os leitores deste Blog possam vê-la.

    Parabéns, Erik! Um abraço.

    PAULO SÉRGIO MONTEIRO COSTA – OSM
    CIAGA-EFOMM / 1984

    Responder

  8. Alberto:

    Muito boa matéria!!!!

    Responder

  9. Guilherme:

    Tem Quebra gelo A diesel tbm !!!

    O St. Petersburg navio quebra-gelo é a segunda linha navio quebra-gelo diesel-elétrico, construído por OPK a pedido de Rosmorport. Constitui um dois-decked navio com dois propulsors de uma capacidade total de 16 MW. Devido a esta particularidade, tem alta mobilidade e passability. Além destas características, o navio quebra-gelo está equipado com este tipo de roupa especial para atender a busca de navios afundado na profundidade de 300 metros. A forma do casco do navio foi especialmente concebido com a aplicação das mais recentes soluções para diminuir a potência de entrada no quebra-gelo para o mar, de operações e melhoria merecimento.O navio quebra-gelo é projetado para escoltá grandes petroleiros e navios em operações de reboque e geladas águas abertas. A alta mobilidade permite que o navio quebra-gelo realizar operações salvamento durante rugosidade vigor. O deslocamento totaliza cerca de 10 000 toneladas, o comprimento total 380,5 m, a largura 87 pés, o projecto de 27,8 pés ea velocidade totaliza 17 nós.

    O navio quebra-gelo foi testado e inspeccionado por especialistas do Baltiysky Zavod planta. OPK activos da construção naval tem 80 anos de experiência operacional na construção de icebreakers. Em Março de 2007, a planta Baltiysky Zavod acabado executar um contrato para a construção histórica do mundo o maior navio quebra-gelo atômico “50 deixou Pobedy”.

    Responder

  10. Afonso2om:

    exelente,bravo ,bravo ,bravo

    Responder

  11. Renan Raul:

    Sensacional matéria Erik!

    Eu mesmo me considero um justiceiro das proas bulbosas, que sempre recebem o apelido inapropriado de quebra-gelo, de vez em quando tenho que explicar pra que realmente funcionam; já vi muita gente velha na construção naval dar uma orelhada dessas.

    As infos são demais, meus parabéns mesmo!

    Responder

  12. Thiago Kempin:

    Migão, como dizem seus patrões: “Bravo, bravo,bravo”

    Desta vez você se superou, execelente, parabéns mesmo Migão!

    Imagino o nível do pessoal embarcado, a tripulação de feras.

    “VIDA LONGA AO BLOGMERCANTE”

    Responder

  13. Wagner Simas:

    SENSACIONAL…Parabéns Erik, cara cheguei quase a me emocionar no final do último vídeo, tive que me segurar, muito emocionante…fantástico.

    Parabéns mais uma vez Erik.
    Abraços.

    Responder

  14. Petinati:

    Olá!
    Estou pesquisando sobre a marinha mercante, e essas matérias estão muito boa. Mesmo sem entender direito do assunto, da para ter um bom entendimento,sem contar com a ajuda dos comentários. rsrsrs
    Abraço a todos,
    Espero conhece-los em breve, embarcado!!

    Responder

  15. Eveline:

    Duas palavras pro Erik:

    BRAVO ZULU!
    e o que é a pintura do casco do Yamal? se um desse passa por mim eu pago de tiete e vou tirar foto pra mamae!

    mto bom, mto mesmo!

    Responder

  16. Bruno Martins:

    Parabéns, caro amigo!
    Sob o ponto de vista jornalístico, o texto obedece rigorosamente o padrão exigido pela linguagem dinâmica da Internet. Não possuo embasamento técnico, entretanto, para dissertar sobre tal aspecto no texto. Todavia, mesmo para um leigo fica claro que o autor domina o objeto da peça textual e soube adequá-la, de forma simples e objetiva, às demandas da ciberlinguagem.
    Parabéns, grande amigo! Foi um prazer enorme trabalhar contigo a bordo do FPSO. Espero revê-lo em um futuro breve! Grande abraço!

    Responder

  17. Anderson Azevedo:

    Outstanding! Tremenda materia maninho! Obrigado.

    Responder

  18. Rodolfo:

    Muitos Parabens mais uma vez por uma belissima matéria Erik um grande abraço de Portugal

    Responder

  19. Flor:

    я обожал Сайт :) . beijos Da Flor

    Responder

  20. mestre ortiz:

    parabens foi uma materia fabulosa nestes 41 anos de mercante nunca tinha visto uma materia iqual saudações.

    mestre

    ortiz

    Responder

  21. Dalto:

    Muito show esta matéria! Parabéns campanha!

    Responder

  22. Gilmar:

    Excelente matéria!!! Mas gostaria de acrescentar qu existem quebra-gelos diese-elétricos também, com propulsão azimutal, finlandeses, como o Fennica, o Botnica, o Otso e o Kontio. Tive o prazer de trabalhar no MSV Fennica, pelo consórcio DSND Consub. Era um navio fantástico, com casco de aço inoxidável e propulsão azimutal, diesel-elétrico.

    Responder

    • Erik Azevedo:

      Obrigado,

      Já tenho algum material para fazer a segunda parte, que será sobre os quebra-gelos canadenses, e americanos.

      A outra parte será justamente sobre estes que você citou, os navios do offshore, e eu me lembro do Fennica em Vitória, acredito que em 1997/8 ele esteve no Brasil por um tempo, na época da DSND.

      Abraço

      Responder

  23. anonimo:

    por favor aguem pode entrar em contato c/ a el cano e falar que tem navio que ta sem racnho,isso msm ,estamos passando fome, nao tem pão, frutas e a agua ta acabando, nao aguento mais , estamos fundeados em sao luis e sem previsao , ajudenos.

    Responder

  24. nandomclaren:

    Genial materia!!!!

    Responder

  25. José Antonio:

    Excelente, matéria, eis que, também, informa de uma maneira bem simples, Navios Mercante movidos e Energia Nuclear.

    Abraços, a todos os Vapozeiros.

    Responder


Trackbacks/Pingbacks

  1. [...] NS 50 Let Pobedy “estacionado” no gelo (Fonte da imagem: Blog Mercante) [...]

Deixe uma resposta

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes