Rádio Cipó – Demissões à vista

qua, mar 14, 2012, 3.709 views

Convés, Destaques, Documentação, Emprego, Petróleo e Gás, Rádio Cipó  

Bookmark and Share

por Erik Azevedo

Como estou no mar, não posso me dedicar tanto ao Blog, ademais por estar atarefado com minhas obrigações diárias nas 14 horas que trabalho por dia, e além de ter uma internet de navio que é pior do que ruim.

Mas em conversa informal pelo VHF com um amigo 1 ON que tripula um AHTS aqui na bacia fiquei sabendo que uma certa empresa tradicional na cabotagem esta trocando as tripulações dos navios que operam na linha de São Luiz x Trombetas por indianos.

Palavras dele – Erik só o comte e chemaq continuarão brasileiros!

E aqui na empresa estão contratando eslovenos e croatas a rodo, ganham a metade do que ganhamos e ficam 56 x 56 ao invés de 28 x 28.

Demissão – inclusive a minha back (mulher) não vem nessa troca, sobe um indiano no lugar dela!

Amigo – Nem eu sei se vou voltar mais pra bordo, pelo jeito a próxima cabeça à rolar será a minha.

______________________________________________

Outra bomba, porem já anunciada aqui no Blog

Anuncio feito em um site de relacionamentos pelo RH de uma grande agencia que tem filial no Brasil.

Segue o anuncio:

Hola Colegas mercantes del Perú,

Para el día 8/3 ### Brazil estará en Lima para presentarles un innovadora propuesta de embarque en Brasil.

Estaremos a las 10 de la mañana recibiendo a los Oficiales de Marina Mercante para presentar nuestra empresa y de nuestra propuesta.

Ustedes están invitados, no deje de participar de nuestra interesante propuesta.
Por favor los interesados enviar un e-mail ( offshorecrew.###@####.com)
confirmando su presencia y en breve les informaremos el local de encuentro.

Nos vemos en Lima!

_________________________________________

Em meu ponto de vista como marítimo, isso é um grave retrocesso, vamos e estamos regredindo, a MB teve mais de 8 anos para reformular o EPM, e criar novos meios de ingresso e progressão de carreira.

Há 8 anos atrás as empresas já reclamavam falta de profissionais, a Petrobras já previa crescimento, já se falavam em renovação da frota. Mas quem planeja o Ensino Marítimo (sindicatos e Marinha de Guerra), nada fizeram a não ser criticar quem já avisava que precisava mudar o modelo ultrapassado adotado no Brasil.

Fica o recado para quem me critica, quando afirmo que paramos no tempo, que precisamos mudar tudo. Amanhã pode ser você a se lamentar se você claro for marítimo de verdade que ainda embarca, não vale gente que aposentou a 300 anos e vive com a mente nos anos 70, ta com o seu garantido no fim do mês.

Agora estamos vendidos, ta cheio de MNC, CTR, CDM, MOC/MOM, ENF e TAA na pedra, ou embarcado em empresas abaixo dos padrões.

Como já comentaram o filé fica para o estrangeiro, e o resto para o brasileiro, para virarmos o jogo é preciso muita mudança, pois agora vão começar a boicotar os oficiais brasileiros também.

Sou contra ao enxame de estrangeiros por aqui, acho que só é admissível se não houver nenhum brasileiro mais desempregado.

Porem como nada é planejado e estudado por quem diz “regulamentar” nossa formação e certificação, vamos continuar à deriva.

Navios para tripular há e de sobra, porem não para brasileiros.



, , , , ,

84 Respostas para “Rádio Cipó – Demissões à vista”

  1. Luiz Diego:

    Isso é lamentavel pois quero fazer o curso de aquaviarios para trabalhar sabendo dessa noticia é mto complicado.

    Responder

    • Tavares:

      Isto tudo tem dedo da transp…. por que lá ta faltando gente, se passar um cão e o filipino vier correndo atrás, eles pegam os dois, e embarcam os dois logo depois de ler um montão de papel.
      Este SINimar não serve pra nada nem para meter a boca no tromboné…
      __________________________________________
      Moderação BM
      Tavares, seus comentários carregados de palavrões, e ofensas gratuitas jamais serão aprovados, aqui não é bar nem casa das primas para falar oque bem entender.
      Comentários deste nível não são bem vindos!
      Att
      Moderação

      Responder

      • Felipe Marques:

        hahah filipino tirando vaga de brasuca ate no blog mercante ! hahah

        alias, filipino de m… BRASIL é com S !

        Responder

      • MATF:

        Tavares, dá para ver claramente que vc é totalmente leigo e estupido, ao ponto de vc não enxergar que deveria estar somando, não diminuindo o cuidado que é de nós nos unirmos para combater junto ao seu sindicato e coermãos, ajudar a denunciar, a quem possa fazer alguma coisa e resolver tal situação. Criticas é bom para filmes e etc , menos para o que estamos passando com estes patrões que querem tirar nossas frentes de trabalho, tb de nossos filhos ou parentes que vem para o mar e dar uma vida mais digna para nossos entes queridos . Apesar de vivermos meio fora da sociedade , digo meio, até pelo sistema de trabalho de um por um. Quero deixar aqui, como representante sindical, que vc Tavares e outro com o nome diferente do seu mais leigo, a verdadeira situação que ocorre dentro do sindicalismo. Todos estão de parabéns pelo trabalho desenvolvido, nunca visto neste imenso Brasil, principalmente o Sindmar que vc tocou, só ali mostra o leigo que vc é . Tente ir a um seminários deles que vc verá o que é sindicato . Até mais.

        Responder

    • joao gonçalves 1º om.:

      Não se preocupe companheiro,quando voce se formar ,leve o seu pedido de emprego para o representante da IMO no brsil.Sugiro que todos que perderem o emprego para um estrangeiro fça o mesmo. DPC NA CABEÇA!!!!!!!!!!!

      Responder

  2. ruan:

    caro erik azevedo isso tudo que vç falou é INADMICÍVEL, passamos anos e anos para poder reformular o padrão da marinha mercante brasileira, agora perderemos nossos postos de serviço p estrangeiros, isso tudo tem q chegar aos ouvidos da presidente dilma, senadores, deputados federais e o ministro da defesa urgente!.

    Responder

    • rodrigo:

      “inadimicível” é sacanagem

      Responder

    • CLC Marco:

      Tem que chegar aos ouvidos de quem????? Será que eu li direito?
      Os donos dos ouvidos que vc citou acima, querem mais é que nós, não só marítimos, mas todos os TRABALHADORES brasileiros vão para o fundo do buraco, E DE PREFERÊNCIA VIVOS. Mas mostro um pouco de otimismo: preste bem atenção: eu quero ver um enxurrada de sub-raças (classifiquem as raças que forem do vosso gosto) embarcarem nos navios que “nossos patrões” dizem ser carííííííííssimos,e os deixarem literalmente nas mãos das baratas. Lógico que eles “trabalharão” por 1/20 avos do que ganhamos, até porque seria um luxo, mas na hora do rala-e-rola, logo meterão a carroça na frente dos bois, e a cada empreitada, esfacelam o navio. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!! É aí que a cobra vai fumar. Eu estou completando, com a benção de Deus, dia 17, 35 anos nesta vida de marinheiro, E SE, prestem atenção, E SE, continuássemos a empestiar os oceanos com navios sub-standard, aí sim o mar estaria para os filipas, croatas, polacos, colombianos, cubanos, e etc, etc, etc. Fé em Deus Amigos!!!

      Responder

  3. souza:

    nossa,que é isso minha gente! Alguem tem que fazer alguma coisa. Sei la, jogar isso na impresa, algum jornal deve se interessar. sindicato serve para isso,defender nossos interesses. Tudo isso é muito serio.

    Responder

  4. Gildimar Costa:

    Carissímos colegas.

    Certamente que é uma barbárie, o que estão fazendo, reitero aqui o meu repúdio.

    Tão lamentável quanto, é a ausência de consenso e união da nossa classe, ora representadas por alguns sindicatos que neste momento deveriam se erguer e atuar em defesa da comunidade marítima brasileira,
    mas pelo visto…..

    Estamos divididos entre nós, e assim, somos presas fáceis para o capitalismo.

    Este papo de que a DPC estava permitindo estrangeiros no CTS Brasileiro já tem algum tempo e a pressão vem dos cartolas que estão alegando a falta de MO qualificada, a MB por sua vez, momopoliza o EPM e não capacita os cidadãos natos conforme demanda.

    Não se iludam, acho que é irreversível.

    E os sindicatos ?????

    Responder

    • joao gonçalves 1º om.:

      Se conseguirem tirar o severino de la,quem sabe né.

      Responder

    • igor:

      Gildimar Costa: Sabe pq eles fazem isso? Pq sabem q marítimo é td desunido mesmo. Enquanto existir briguinha entre EFOMM X ASON/M X ACOM/N causada pelos milicos do CIAGA/CIABA isso vai acontecer sempre. E o gringo só atochando no brasileiro. Dica: Ao invés dos oficiais formados na ” Real Academia Militar Mercante” (EFOMM) ficarem de viadagem com o pessoal do ASON/M , deveriam se unir pela causa comum , meu caros. Enquanto houver um COmCa proibindo aluno de efomm de falar com aluno de ason/m isso vai contiunuar acontecendo. Um COMca q é submarinista né td haver com marinha mercante. Pelo amor d Deus , esqueçam o q o milico diz sobre sapato engraxado , vinco por fazer na PQP e etc e tal. Me dá nojo de ver essa babaquice d guerrinha entre oficiais ACORDE MINHA GENTE TÀ NA HORA JÀ

      Responder

      • Romulo Santos-Ccb:

        Igor, concordo com você. Parabéns. Sua colocação do problema foi corretíssima. Nosso problema maior é a flexibilização da RN 72, que acarreta desemprego para todos. Por isso, é hora de nos unirmos e não ficar nessa guerrinha idiota fomentada pelos Centros de formação.

        Responder

  5. alberto:

    é ou entramos na luta ao o fantasma da decada de 80 ira voltar

    Responder

  6. cdm william:

    é lamentavel e mesmo assim o blog mercante coloca filipino , que faz parte desta praga estrangeira meio q apoia eu sou totalmente contra a qualquer estrangeiro ocupar qualquer mercado no brasil , tem tanta gente desempregada neste pais e colocam esta caras é uma vergonha

    Responder

    • FELIPE:

      Tambem nao entendi porque o blog mercante abre espaço para filipinos, sabendo que eles tambem sao estrangeiros e ocupam vagas de brasileiros!

      Responder

      • Marcos:

        Vamos acordar gente. Estão crucificando os estrangeiros. Duvido que se alguem tivesse uma oportunidade boa fora do Brasil não iria agarra-la. O problema somos nós brasileiros que não fazemos nada. Somos leões de internet e em mesa de bar. Sabemos culpar deus e o mundo mas não fazemos nada. Os políticos dependem dos empresários para receber ajudas em campanhas e se elegerem os empresários por sua vez querem cortar custos e nós trabalhadores brasileiros temos medo de tudo. No´s somos como o touro não sabemos usar a força que temos então os “outros” vem e montam em nossas costas.

        Responder

  7. marciofone:

    Dois colegas meus que fizeram o CFAQ 2011 só conseguiram embarque em EMPRESAS ABAIXO DOS PADRÕES, se é que pode chamar isso de embarque…
    E eu estou seguindo o mesmo caminho, infelizmente, os cursos especiais que devo fazer, ainda estão fora do nosso alcance. Cadê o EFNT?

    Um dos professores advertiu que a maioria dos que fazem o curso CFAQ, acabam gastando o dinheiro em tudo que vêem pela frente e se esquecem do essencial:

    INVESTIR NA CARREIRA!

    Já trabalhei com um cara que era MOC, mas no fim acabou virando pintor de obras com 50 anos. O que deu errado? Não investiu na carreira…
    Hoje ele se arrepende amargamente, e quando eu digo AMARGAMENTE, é que dá para perceber no rosto da pessoa!

    Responder

  8. MNC_LRL:

    Pois é amigos há anos eu insisto na mesma tecla, nós Brasileiros temos que lutar para que o governo feche temporariamente as portas para gringos que executam as mesmas tarefas que executamos.

    Um país que tem demanda de mão de obras num momento e carencia de empregos em outro pra que deixar esses gringos invadir nosso território.

    É por isso que lá fora todos os gringos acham que o Brasil é uma zona entra e sai quem quer…

    Nós maritimos deveriamos unir forças dar inicio á uma reformulação do nosso meio de trabalho.

    A coisa está tão feia que já existe gente vendendo vagas em Macaé, trocando vagas por miseros valores em reais ou acreditem em garrafas de wiskie…

    Uma vergonha,

    É por essas e outras que os gringos acham este nosso pais uma verdadeira “casa de mãe Joana”.

    O governo, junto com sindicatos de categorias deveriam priorizar a mão de obra interna, deixando um percentual minimo de mão de obras para os estrangeiros. tipo 85% de mão de obras internas e os outros 15% para eles.

    trabalhei na Vale, fui maquinista por 14 anos e no decorrer deste tempo só transportando minério de ferro pude ver “in loco” Como este nosso pais esbanja riquezas minerais, sendo assim porque não investir na mão de obra Brasileira?

    Se o minério é nosso, o ouro é nosso e o petroleo é nosso porque a participação de extrageiros no nosso banquete.

    destaco que não tenho nenhum preconceito aos companheiros de fora do Brasil, porém acho que a melhor parte do filé negro (Petroleo) deveria ser NOSSO.

    Um abraço e saudações a todos os companheiros !!!

    Responder

  9. sergio:

    É muito lamentavel vê essa situação, eu fiz o CFAQ 2011 ( moço de maquina )e até agora nada, pelo visto vou fica muito tempo na pedra não só eu mais como vários colegas de curso. Quem tiver algum embarque a vista mande me um contato para o meu e-mail (mariosscarvalho@bol.com.br )eu não sou estrangueiro e sim BRASILEIRO com muito orgulho…um abraço.

    Responder

  10. luiz afonso castro de souza:

    brevemente teremos o n\m norsul santos na linha do macaco com nova bandeira .assim me falou um camarada embarcado no mesmo

    Responder

    • ricardo:

      luis afonso, engano seu…. o nome do navio agora é santos e já está cheio de indianos, e mes que vem será a vez do norsul tubarão passar pras mãos do indianos…… salve a norsul….. muita vida ao carlone….

      Responder

  11. TATU:

    Olá tenho um grande amigo no jornal o Fluminense, teria interesse de falar com ele e ver se consegue uma matéria no jornal. Já que aqui em Niterói tem muitos estaleiros e um grande empresa de navegação mercante. Se presizar de algum apoio.

    Responder

    • sergio:

      TATU é sergio obrigado pela força, estou interessado mande me o seu e-mail para mantermos contato, pois aqui em SERGIPE as empresa estão exigido que o moc/mom tenha conhecimento em inglês fluênte, porém eles esquecem que pelo nível do concurso e curso de formação 99,9999…..% nem sabe conjulgar o verbo TO BE. Agora eu mim explique quanto chega um ESTRAGEIRO será que ele exiguem sabe falar fluentimente a nossa lingua…. assim fica complicado conseguir primeiro embarque e conseguir a tal EXPERIÊNCIA.

      Responder

  12. marcos:

    vamos lá gente vamos brigar pelo q é nosso, não vamos deixa esses gringos comer nosso dinheiro e depois ainda nos chamar de MACACOS, vamos denunciar esse fato ao jornal o globo, folha de são paulo, veja, isto é etc……..

    Responder

  13. Jota Junior:

    É preocupante e revoltante! Fico ainda mais indignado em saber que gastei quatro meses de minha vida em vão ao me formar em dezembro próximo na turma CAAQ-I-ME no CIABA, com promessas de melhores oportunidades, Pois a maioria da turma nunca conseguiu se quer o estágio (praticagem). Como que o mercado é promissor se as empresas não têm interesses de lotar PRATICANTES?

    Responder

  14. MNC Fudido:

    Concordo com todos, apesar de nao ter lido todos os comentarios postados, mas isso nao é de agora q vem acontecendo, hj estao preocupados pq ja estao sendo substituidos ate os oficiais, gostaria de lembrar a vcs q a maioria das empresas em off shore sao extrangeiras, e ai? Vamos entrar em contato com a imprensa e fazer o q?

    Responder

  15. ARAGÃO:

    NAVIOS À VISTA

    Foi noticiado pela TV e jornais brasileiros que o mega milionário AIKE BATISTA, está encomendando a construção de 9(nove) navios para operarem até 2016, na CABOTAGEM brasileira. Embora, ainda distante, é uma boa notícia.

    Caro Erik Azevedo, procura confirmar e repassa aos colegas marítimos.

    Aragão, João Dias
    sds. marinheiras.

    Responder

  16. Glauco Emerich:

    Notícia desanimadora, estou estudando e ralando pra me inscrever no caaq-i-me e essa noticia me desanimou bastate. Como pode um país ser assim, aqui nada da certo.

    Responder

  17. Glauco Emerich:

    Como estão os empregos em plataformas? hoje em dia ta mais fácil arrumar um emprego em plataforma? sempre quis trabalhar embarcado e esse ano surgiu a oportunidade, mais venho acompanhado esse blog e desanimei um pouco. Queria que se alguém pudesse me tirar essa dúvida, quem fez o curso do caaq pode trabalhar em plataforma? o curso serve como diferencial?

    Um grande abraço a todos.

    Responder

    • zoinho:

      vc pode embarcar até em espaçonave, basta saber falar condutor, mas diferencial, só tem em carro em navio e prataforma não tem>>>

      Responder

    • Ulisses:

      Na realidade em plataforma de petroleo,mais da metade e estrangeiro pois aqui a realidade já chegou a muito tempo,eu lamento pois o maritimo em um futuro proximo sera extinto.

      Responder

  18. Diego:

    Onde estão os sindicatos, essa hora tem que aparecer e falar!…
    … brincadeira e inadmisivel!

    Responder

    • Tavares:

      QUAL SINDICATO???? o DE bOMBORDO OU O DE bORESTE???

      Responder

    • ricardo de carvalho machado:

      sindicato no brasil é igual à caça do tom e o jerry nunca chega um denominador comum. sindicato forte para vapozeiros hoje e sempre no brasil é o dos oficiais mercantes se desse 360 graus e fosse um só tipo( UNIÃO MARÍTIMA BRASILEIRA) aí campanha seríamos fortíssimos mas isso depende muito do capricho de uma minoria do oficialato mercante do brasil.é só querer mudar e avançar para uma marinha mercante melhor. saudações marinheiras. ricardo TAA

      Responder

  19. Jorge Assad:

    Estamos sabendo de casos de profissionais-mercenários que estã pedindo USD 1.000,00/ dia para dobrar ou até prosseguir por 2 a 4 dias adicionais.

    Eu já me aposentei mas e a garotada que tem o perfil profissional, como é que fica…???

    Responder

  20. Sidnei Esteves:

    O problema do excesso de mão de obra estrangeira em detrimento da nossa poderia ser resolvido pela Autoridade Marpitima (DPC), com a aplicação de provas de acôrdo com a categoria para este pessoal. Só poderiam exercer suas funções aqui, que obtivesse uma pontuação acima de um mínimo a ser determinado. Não é nada demais. A Inglaterra aplica provas para estrangeiros que queiram validar suas competências lá. Dá para ser feito, é só querer. Nós professores, estamos a disposição. Aí eu quero ver quem tem “cocada” pra vender. Sds.Mercantes.

    Responder

  21. Alexandre:

    Estagiei na Transpetro e no NT Ataulfo Alves. Na máquina, todos eram peruanos excetuando o meca e o chemaq. É uma invasão que parece não ter volta! Eles ganham em dólar e ficam mais tempo!!!

    Responder

  22. cludio:

    AQUI NO BRASIL É A CASA DA MÃE JOANA, BASTA DAR UNS DOLARES PARA AS AUTORIDADES.

    Responder

  23. Ronaldo:

    Cmdt Sidnei,

    Sinto dizer isto, mas discordo do senhor. Como bem sabes, nosso país não é – infelizmente – um exemplo de honestidade. Se este “concurso”, como o que o senhor sugeriu, acontecesse, haveria uma enorme chance de termos “falcatruas” envolvidas e, ao invés de solucionarmos um problema, estaríamos criando outro. Veja bem: em nenhum momento questionei a capacidade dos brasileiros – ao contrário – , os considero de altíssimo nível, bem acima dessa mão-de-obra-estrangeira-barata que temos atualmente. O problema é que se isso acontecesse, marítimos de outros países continuariam tomando nossas vagas, mas agora com o auxílio de empresas interessadas em lucrar a longo prazo e que “tentariam comprar” a prova do concurso em questão. A solução para este impasse é, a meu ver, muito mais simples: basta que todos (ou pelo menos algo próximo disso) os brasileiros estejam empregados antes de abrirmos nosso mercado a trabalhadores estrangeiros. Compartilho, portanto, da opinião de alguns colegas de profissão. É claro que para que tudo desse certo, seria necessário também que nós deixássemos um pouco de ser “mercenários”. De qualquer forma, isto é algo de solução bem mais trivial que o problema central supracitado. Reitero: esta é apenas a humilde opinião de um maquinista.

    Sds marinheiras

    Responder

    • Sidnei Esteves:

      Infelizmente, tenho que concordar com vc. Acho que sonhei que estava na Inglaterra. Mas quem sabe um dia a gente chega lá, está difícil, pois o exemplo tem que vir de cima e o que vem de Brasília, é como diziam os baianos antes de terem rede de esgoto: “Livra de baixo, ioiô, que lá vem cocô!”. Obrigado pelo aparte. Sds. mercantes.

      Responder

  24. Junior:

    Boa noite amigos do blogmercante, gostaria de saber qual a documentação e os procedimentos necessários para se embarcar como CONDUTOR (CDM),pois sou MOÇO DE MÁQUINAS e o CHEFE DE MÁQUINAS do barco que eu trabalho mandou que eu procurasse saber o que precisa que o que fosse possível ele me ajudaria, porém ele por ser gringo não sabe os procedimentos e eu também não sei ao certo, porém gostaria de saber o caminho mais viável. Se possível gostaria que alguém que soubesse me explicar melhor para que eu corra atrás disso. Desde já agradeço a todos! Que DEUS nos abençoe!

    Responder

    • zoinho:

      Amigo um conselho estude, estude, e procure o CIAGA, se voce é moço sabe que existe um hierquia, diga…. em cima do cabo vem o? …..sargento é a resposta certa. Esta respondida a resposta…

      Responder

  25. zoinho:

    Não existem demissões a vista, elas são provocadas por algum caráter ciercuntancial que rege a CLT, ela não pode ser à vista e sim a prazo com o aviso previo, se existem bons e mals funcionarios vamos separar, e não existem beques em Marinha mercante, existe o titular e o reserva, mudam as coisas constantemente, nada padronizado nos termos brasileiro…

    Responder

  26. Só Lendo:

    Amigos li tudo isso que vocês escreveram e replicaram, NR72 sim a quebra desta está quase sendo uma realidade, pois a culpa mesmo é de nossos sindicatos e governantes e nós mesmos, pois se focemos unidos, ninguém poderia conosco, pois cada um puxa sardinha para o seu lado, temos que olhar a nossa classe marítima primeiro, nos unirmos e botar para quebrar, não no sentido que a palavra fala, mais sim agirmos, pois mais do que nunca com o aumento da demanda na área offshore de mão de obra, o armador sim procurará várias brechas para poder colocar cada vez mais gringos em nossas águas, sei que há uns 10 anos atrás era pior do que hoje, mas esta mão de obra de outro pais diminuiu sim por causa das leis Brasileiras de trabalho de estrangeiros no Brasil, mas agora está começando a surgir a tona bem devagarzinho e quando nos aprecatarmos e ficarmos brigando e discutindo e não agirmos, ai sim estaremos em mais lençóis.
    Um abraço aos amigos Vapozeiros.

    Responder

  27. BETO:

    UMA GRANDE EMPRESA DE NAVEGAÇÃO DA CABOTAGEM JÁ ESTA SUBSTITUINDO OS OFICIAIS BRASILEIROS POR PERUANOS, SÓ DE UMA VEZ EMBARCARAM 22 PERUANOS
    NOS OITOS NAVIOS DESTA EMPRESA, TODOS COM OS MESMOS DIREITOS. VAMOS FICAR ATENTOS QUE ELES ESTÃO CHEGANDO E ASSUMINDO.

    SEMPRE ALERTA VAPOZEIROS.

    Responder

  28. Brasileiro Maritimo:

    Isso é fato sei qual é essa empresa, mas isso não é só, tem pessoas que não são maritimos trabalhando como operadores de maquinas em plataformas FPSO como se fossem oficiais, além de ter muitos filipinos e indianos.Ja sofro com essa realidade. No meu pais eu é que tenho que aprender a falar (ingles) isso é uma vergonha!

    Responder

    • filipino PEPE:

      Hermano brasinero, nos filipinos ternos certificacion para trabaha em FPSO, e quato o ingles e primordial e na marine mercante, o portugue para no eis mui dificile, no se una linguagen padron mundiale poi tene mui giria e paravoes, e todos envita fala su lingua.

      Responder

  29. osso:

    E isso felipa voce esta no pais certo, valeu, sim o ingles e primordial com razão…

    Responder

  30. Rildo:

    Eu assino em baixo, pois fui demitido para colocarem um gringo na minha vaga,so peço a deus um novo emprego e as autoridades que não façam vista grossa para tal acontecimetos dentro de nosso pais, sei que logo logo vou ta trabalhado em outra empresa, pois tenho fé e deus estar comigo.

    Responder

  31. Anderson Azevedo:

    O Brasil infelizmente não é um pais serio! Não adianta brigar aqui, temos que levar isso para as noticias, fantastico ou algo assim mais, infelizmente esse desrespeito com o maritimo brasileiro não vai terminar.

    Eu dou graças a Deus que minha formação é na bandeira norte americana onde eu posso voltar quando eu quiser.

    Regards.

    Responder

    • RENAN.:

      SE LÁ FOSSE BOM VC NÃO TINHA VOLTADO,LARGA DE SER BOBO E CAI NA REAL CARA,TÁ EM EMPRESA 100% NACIONAL ,JÁ ESTAMOS DE SACO CHEIO,COM TUAS HISTÓRIAS,SE VC FOSSE REALMENTE O CARA TÁVA EM UMA PLATAFORMA OU EMPRESA AMERICANA,MANDANDO MUITO,MAIS NÃO É ESTÁ A REALIDADE.

      Responder

  32. ricardo de carvalho machado:

    acho isso uma afronta à permissividade dada aos gringos aqui no brasil. DILMA feche a porta para os gringos vapozeiros nós éramos e somos discriminados por países de primeiro mundo agora com o nosso sucesso mundial na economia temos que priorizar os filhos da terra. feche a porta do brasil pra esses caras e eles é que devem falar o português, e não nós falar-mos o inglês. eu falo inglês quase fluentemente e os companheiros mais ou menos 95% não falam é covardia permitir gringo trabalhar e brasileiro ficar na pedra.

    Responder

    • Erik Azevedo:

      O pior é que o Sr Eike Batista e o presidente da Odebretch foram à Brasilia pedir para a presidente facilitar a entrada de mais mão de obra estrangeira no país.

      Agora ninguém vai la pedir para mudar o sistema educacional, ou propor mudanças para formar marítimos brasileiros com qualidade e quantidade fora dos quarteis.

      É mais facil tampar o sol com a peneira.

      Responder

  33. CDM. Marcilio Ribeiro...:

    “Isso é uma vergonha” Como diria o Boris…

    Responder

  34. Rudinei _Laguna:

    Quando uma mãe ver seu filho sendo abusada por uma pessoa estranha ela protege até a morte… É isso que o sindicato teria que esta fazendo por nos marítimos protegendo nosso interesses, mas não fazem nada cambada de vagabundos capitalistas……

    Alguém tem que fazer alguma coisa…

    Responder

  35. P:

    Boas, amigos brasileiros.

    Sou argentino. Ha mais de um ano que trabalho no offshore do Brasil. Gostaria trabalhar no offshore no meu pais, mas é pequeno, houve uma posibilidade aqui e aproveitei.

    Mas eu sei que oficiais brasileiros faltam, e ficarei aqui até vocés pegarem a minha vaga. Volateri ao meu pais, vou ter saudade, mas ficarei tranquilo. Brasil me deu muito e agradeço. É assim como deve ser.

    Mas leio que as suas empresas estão já contratando abertamente extrangeiros para vagas nas quais têm muito brasileiro desempregado (falo de MNC-MOC-MOM-MNM). Isso é demais.

    No meu pais os sindicatos são acusados frequentemente de ser malandro, mafioso, até violento. E é umm pouco verdade, muitas vezes são assim e gostaria que fosse diferente. Mas é verdade também que as vezes só a determinação e a vontade dos sindicatos mantêm os patrões na linha.

    Trazer marinheiros estrangeiros para trabalhar na Argentina? Nem posso imaginar a bagunça que daria o sindicato dos marinheiros (e o sindicato de oficiais no ficaria atras).

    Eu li uma vez sobre um bloqueio que fizeram os maritimos marinheiros muito tempo atras no porto de Macae, porque naquele tempo só gringo trabalhava no offshore. Lutaram e ganharam.

    Não é hora?

    Abraços aos meus colegas e irmãos.

    Responder

  36. JBS - MNM:

    Bom dia amingos mercantes;

    estive lendo estes comentarias acima, e confesso que fiquei muito preocupado, pois graças a deus estou embarcado em uma boa empresa do ponto de vista financeiro e de conforto, escala 1×1, mas também todos os dias em que eu estou embarcado, me cinto ameaçado de perder o meu emprego pois de toda a tripulação embarcada apenas 07 são brasileiros e o resto filipino na sua maioria e mexicanos e estes grigos estão todos nos cargos de comando abordo e o mesmos exigem muito da parte dos brasileiros, ele falam: que nós somos maritimos despreparados, não somos profissionais, que não sabemos falar inglês e nas avaliações que os mesmos fazem colocam sempre o conceito de todos os brasileiros lá em baixo do marinheiro ao oficial, não respeitam agente e isso estando trabalhando dentro do brasil apesar do navio ser de bandeira de cingapura, emagine voçês caros amingos se nós brasileiros estivessemos trabalhando no país destes gringos. a verdade e que nós brasileiros ainda somos um povo muito mal politizado, não sabemos votar, não sabemos tar opinião pública, não sabemos lutar pelos nossos direitos, a quem recorrer, pois o sindicato somos nós mesmos não devemos esperar pelo delegado tão somente, os meios de comunicação as redes sociais estão aí para que nós possa-mos denunciar estas arbitrariedades e irregularidades que os armadores e os gringos fazem com agente as autoridades, entidades e instituições, pois em nosso próprio país so faltam nos fazerem de escravos. acho que so com muita união e uma grande mobilização que desperte as autoridades maritima e a classe politica desse país e que conseguiremos virar o jogo, pois desde de quando eu tirem a minha carteira maritima tudo que consegue e os embarques que consegui foi uma verdadeira batalha, já cheguei a ficar mais de um ano desembarcado. outra coisa interessante que observo abordo e que os grigos são unidos se voçê mexer com um deles todos vão emcima de voçê, todos falam bém uns dos outros, são só elogios como por exemplo o cozinheiro do navio em trabalho e um faca cega do caramba mais o capitão diz que o mesmo e um espetaculo de cozinheiro, afinal de contas ambos são filipinos e parentes, ok. emquanto isso na sala de justiça nós brasileiros vivemos falando mal uns dos outros, com fofoquinhas abordo, rodas e panelinhas, são uns derrubando os outros e isso e uma questão cultural acho eu que devemos abolir se caso a gente quiser sobreviver neste mercado. meus caros amingos desculpe-me por alguma coisa mais esta e a minha mais sincera e franca opnião do que eu vejo e presencio todos os dias abordo do navio em que trabalho.
    um abraço a todos os companheiros e uma boa sorte a todos que deus abênçõe a todos nós maritimos, pois os obstáculos e os desafios são muitos se quisermos uma marinha mercante totalmente nacional e que valorize as pratas da casa. Bom dia.

    Responder

    • Breno Bidart:

      JBS
      VERDADE NUA E CRUA.INFELIZMENTE É EXATAMENTE ASSIM QUE A BANDA TOCA.O PIOR É QUE A GRANDE MAIORIA DOS BRASILEIROS AINDA PUXAM MUITO SACO DO GRINGO E SENTEM-SE INFERIOR.INCLUSIVE AS NOSSAS LEIS DESQUALIFICAM BRASILEIROS E BENEFICIAM OS GRINGOS. LÁ FORA VC SÓ ENTRA SE NÃO TIVER NENHUM DELES DISPONÍVEL.
      Breno Bidart

      Responder

  37. JBS - MNM:

    Boa noite;
    Muito obrigado pelo seu comentário amingo Breno Bidart, vejo que o vosso amingo e uma pessoa conciente e antenado com os problemas reais do cotidiano dos maritimos brasileiros, espero que estes comentários hora expostos neste blog que e uma coisa maravilhosa possa um dia servir de expiração para que nossa classe possa cair na real e mudar ou virar esta pagina maldita de uma história de muito sofrimento que até os dias de hoje se perpetua em nosso país, pois e com coragem e inteligência que juntos e unidos conseguiremos conquistar o nosso espaço e garantir um futuro melhor e promissor para a nossa classe e para as nossas familias, pois uma andorinha só não faz verão.
    saudações marinheiras a todos os colegas mercantes deste blog.

    Responder

  38. CDMFeliciano:

    Caros colegas maritimos eu observei q tirando a tranpetro todas as empresas q eu trabalhei a maioria tinha gringos e é a mais pura verdade q eles se acham melhores q agente e eu acredito q á grande maioria acha q é porque nós ñ falamos ingl~es como eles por q no país deles se aprende ingles na infancia e ñ verbo to be apenas como em nossas escolas é questa de politica cultural do nosso país mas estudem se qualifiquem independente dos gringos temos q fazer a nossa parte eu sempre gostei de estudar ingles mesmo quando ñ era maritimo agora então na paro msm estudem é unica forma de termos respeito.

    sds maritimas a todos Deus abençoe.

    Responder

  39. soies:

    vcs , não viram nada . vcs sabian que a norueguesa (odfjjel ) já enviou para brasilia representantes da multinacional , para pedir que embarque somente tripulação filipina em aguas brasileiras , alegando a falta de mão de obra qualificada. e por incrivel que pareça a imcopetência da mão de obra brasileira. si todos não tomarem providências vamos paasar por serios problemas de falta de frente de trabalho.

    Responder

  40. igor:

    Gildimar Costa: Sabe pq eles fazem isso? Pq sabem q marítimo é td desunido mesmo. Enquanto existir briguinha entre EFOMM X ASON/M X ACOM/N causada pelos milicos do CIAGA/CIABA isso vai acontecer sempre. E o gringo só atochando no brasileiro. Dica: Ao invés dos oficiais formados na ” Real Academia Militar Mercante” (EFOMM) ficarem de viadagem com o pessoal do ASON/M , deveriam se unir pela causa comum , meu caros. Enquanto houver um COmCa proibindo aluno de efomm de falar com aluno de ason/m isso vai contiunuar acontecendo. Um COMca q é submarinista né td haver com marinha mercante. Pelo amor d Deus , esqueçam o q o milico diz sobre sapato engraxado , vinco por fazer na PQP e etc e tal. Me dá nojo de ver essa babaquice d guerrinha entre oficiais ACORDE MINHA GENTE TÀ NA HORA JÀ

    Responder

  41. Cristiano:

    Pois é meus amigos esta acontecendo isso agora com a empresa Farol apoio marítimo que não vai pagar passagem para seus funcionários e esta demitindo todo mundo que para esse mes são mais de 40 funcionários.

    Responder

  42. ricardo de carvalho machado:

    como já disse e repito a Marinha Mercante no Brasil só vai melhorar se tiver-mos um só Sindicato ( união da marinha mercante do brasil) digo; todas as funções em um sindicato ex: metalurgicos, aeroviários
    se ficar com esse zelo de não se misturar com canelas e acatar ordens
    de milico e acreditar que são superiores em tudo.
    um país forte se constrói com união ex: EUA aqui no brasil formam-se profissionais CLTs e querem implantar um MILITARISMO com segregação `
    à bordo dos navios que o Oficial pode tudo e o Canela é o severino
    de bordo. MILITAR é MILITAR e CELETISTAS são trabalhadores como um
    outro qualquer sem exceção e caprichos.
    desculpe-me alguns oficiais mercantes acham-se quando embarcados
    senhores do bem e do mal e não estão nem aí para nada. on quer dormir em horário de serviço e om quer ficar sentado na CCM lendo, na net, etc…. FUI MENTIROSO RAPAZIADA???????????????????
    SAUDAÇÕES MARINHEIRAS!!!!!!!!!

    Responder

  43. arquimedes taa:

    é pessoal ta ficando muito facil falar de relaçeos maritimas com linguaja de hoje,mais tenos q mudar esse linguaja dos anos 60 e 70 para nossos dias pelo crescimendo das oportunidade q crese para os que chegam para trabalhar na area maritima

    Responder

    • ricardo de carvalho machado:

      LEI DE ARQUIMEDES: DÊ-ME UMA BALANÇA E UM PONTO DE APOIO QUE EU MUDAREI O MUNDO!
      TA RELACEOS LINGUAJA,TENOS,CRESE,EU TB SOU TAA E TÔ CAMBANDO PARA CZA SENAC RIO E AS MINHAS RELAÇÕES NÓS TEMOS QUE CRESCER DAS OPORTUNIDADES QUE CHEGAM PARA TRABALHAR-MOS NA ÁREA MARÍTIMA.
      NAS ENTREVISTAS E AS ESCRITAS SÃO OBSERVADAS PELO RH À CAPACIDADE DOS CANDIDATOS ÀS FUNÇÕES EM ABERTO.
      SDS VAPOZEIRAS DO CABELUDO

      Responder

  44. João PAulo:

    Senhores:
    Alguém já viu uma materia publicada em algum jornal de grande circulação sobre essa invasão???? Será que nosso sindicato, capitaneado pelo Severino, já fez isso alguma vez??? já tentou mobilizar a opinião pública sobre isso??? já fez denúncia no ministério do trabalho? Já foi a Brasília?? Talvez não pq o que recebem dos associados não seja suficiente, não é???
    Uma coisa é colocar gringo pq não tem gente, outra é substituir os brasileiros, desempregar os brasileiros para dar vaga aos estrageiros…
    Vamos ficar parados????
    JP

    Responder

  45. ricardo de carvalho machado:

    assédio sexual, moral ou qualquer tipo de assédio é crime prove o ocorrido,arrume testemunhas verdadeiras e entre com uma ação indenizatória com um advogado especializado em assédio moral .
    estará resolvida à questão sr:Rafael Lins te indico um ótimo advogado Sr: Neves Bezerra no centro do Rio na av: Rio Branco, tel 22424069 te alerto que na nossa vida marítima existem muitas covardia e vem de todos os lados sindicato nenhum resolvem os nossos problemas à bordo
    pois são coniventes com os armadores! denuncíe ou cale-se para sempre!
    boa sorte!
    sds vapozeiras do CABELUDO!

    Responder

  46. Raimundo Correa:

    oi.sei lá

    Responder

  47. MCB Ulisses:

    Amigos o pior ainda esta por vir,tenho um amigo engenheiro civil que trabalhou cerca de quatro anos em brasilia para politicos,se vocês nâo sabem a leis que querem aprovar e vâo aprovar permitindo que estrangeiros trabalhem nas fabricas no brasil em todos os setores industriais e cargos do peâo ao chefe.Bolivianos e haitianos principalmente vocês sabiam,brasileiros fiquem de olhos abertos no tal do PT!!!

    Responder


Trackbacks/Pingbacks

Deixe uma resposta

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes